Segunda, 26 de Outubro de 2020 03:39
77 99962-1243
Estadual DESCONTAMINAÇÃO

SENAI cria túnel de desinfecção para ampliar segurança de profissionais que atendem pacientes com covid-19

Protótipo lança um jato com uma solução de água e água sanitária que esteriliza equipamentos de proteção antes de serem removidos do corpo

28/04/2020 15h11 Atualizada há 6 meses
Por: Redação Fonte: Agência do Rádio Mais
SENAI cria túnel de desinfecção para ampliar segurança de profissionais que atendem pacientes com covid-19

Mesmo tomando as medidas de precaução contra o novo coronavírus, os profissionais de saúde tendem a ficar expostos à infecção ao tirar aventais e máscaras, por exemplo. Para evitar a contaminação de médicos e enfermeiros dentro de unidades de saúde, especialistas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) criaram uma solução para esse problema no estado. 

Eles desenvolveram a primeira câmara de descontaminação, com tecnologia inspirada na Alemanha. Antes de tirar a roupa de proteção e deixar o trabalho, o profissional passa pelo “Túnel de Desinfecção” e recebe um jato de uma solução que mistura água e água sanitária. O processo é semelhante ao que ocorre em um lava-rápido de automóveis, comuns em postos de gasolina.

Feita de alumínio, a câmara dispõe de uma tubulação de PVC que pulveriza o jato. “A gente criou uma solução local, com materiais locais e adaptados a nossa realidade”, resume o diretor de Operações do SENAI/Cimatec, Luís Alberto Breda. Ele reforça que só após esse processo os profissionais da saúde podem tirar seus apetrechos e tomar banho em chuveiros comuns. 

O infectologista e pesquisador-chefe do ISI em Saúdes Avançadas do SENAI/Cimatec, Roberto Badaró, acredita que a medida pode ser uma aliada de quem está à frente no combate da covid-19. “Essa câmara vem por uma necessidade fundamental que nós temos de proteger os profissionais da área da saúde. Eles trabalham de forma exaustiva e a forma que temos de protegê-los é colocar neles os equipamentos de proteção individual (EPIs)”, afirma.

Em fase de teste, o protótipo inicialmente será usado somente em hospitais, como o de campanha montado pelo governo estadual em Salvador. A ideia é fabricar mais unidades da câmara de desinfecção para serem espalhadas em ambientes como shoppings, academias e estações de metrô. Os especialistas ainda estudam uma forma de baixar o custo de produção, que hoje gira em torno de R$ 10 mil por unidade. 

“Estamos trabalhando e estudando outros materiais, em outras soluções que sejam encontradas no mercado local, para que a gente possa pensar em escala e reduzir o preço”, revela o diretor de Operações do SENAI/Cimatec.

Fechado por quase seis anos, o Hospital Espanhol foi reaberto temporariamente para atender e tratar exclusivamente pacientes infectados pela covid-19 na capital. Segundo o governo do estado, o espaço conta com 220 leitos instalados, sendo 140 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 80 leitos clínicos.

Trabalhadores da indústria

Além do SENAI, uma iniciativa do SESI, em parceria com sindicatos da indústria, já visitou 25 canteiros de obra em Salvador, Candeias e Vitória da Conquista para orientar e prestar assistência a 1.500 trabalhadores da construção civil na “Blitz contra a Covid-19”.

Até o dia 24 de abril, 66 canteiros de obras estavam inscritos pelas empresas para receber equipes compostas por engenheiros, técnicos de enfermagem e enfermeiros do trabalho. Nessas visitas, os especialistas realizam ações preventivas de saúde e passam recomendações sobre o cumprimento de normas federais, direcionadas às indústrias diante da pandemia do novo coronavírus. Segundo o SESI, a estimativa é que cerca de seis mil trabalhadores da indústria da construção sejam envolvidos na ação. 

Nesta semana, serão realizadas visitas nas indústrias vinculadas aos sindicatos do vestuário de Feira de Santana e Salvador e de mármores e granitos. O mesmo ocorre na região oeste do estado, em parceria com a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa).

A “Blitz contra a Covid-19” faz parte do “Programa Juntos Contra a Covid-19”, que tem como meta atingir uma população de 50 mil trabalhadores de mil empresas industriais associadas aos sindicatos da Construção, Vestuário e de mármores e granitos. Mais informações podem consultadas no site da Federação das Indústrias da Bahia (FIEB).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guanambi - BA
Atualizado às 03h26 - Fonte: Climatempo
21°
Pancada de chuva

Mín. 21° Máx. 27°

21° Sensação
13.3 km/h Vento
77% Umidade do ar
90% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (28/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio