Quarta, 12 de Maio de 2021 11:23
77 99962-1243
Nacional SESSÃO PLENÁRIA

Charles Fernandes comemora manutenção do mandato pelo plenário do TSE; ‘Seguirei trabalhando e defendendo o povo da Bahia’

O presidente estadual do PSD, senador Otto Alencar, também comemorou a decisão e disse que a “justiça foi feita”.

30/04/2020 23h49
Por: Redação Fonte: Assessoria de Comunicação - Deputado Federal Charles Fernandes (PSD)
Charles Fernandes comemora manutenção do mandato pelo plenário do TSE; ‘Seguirei trabalhando e defendendo o povo da Bahia’

O deputado Charles Fernandes (PSD) comemorou a manutenção do seu mandato após sessão plenária virtual realizada na manhã desta quinta-feira (30), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que julgou improcedentes, por ampla maioria dos votos (5x2), dois Recursos que pediam a cassação do diploma. O voto do relator, o ministro Sérgio Banhos acolheu o argumento da defesa, alegando que Charles tinha medidas tutelares concedidas a seu favor durante a eleição e a diplomação.  Os ministros Carlos Herbach, Luís Roberto Barroso, Og Fernandes, Luís Salomão, acompanharam o relator.

“O TSE honrou e respeitou a soberana vontade do povo sertanejo, seguirei firme trabalhando pelos mais humildes e defendendo a Bahia e o nosso sofrido sertão, sou grato a Deus, minha família e aos amigos e correligionários pelo apoio, não tenho mágoas de ninguém”, disse Charles durante entrevista concedida logo após o resultado.

O presidente estadual do PSD, senador Otto Alencar, também comemorou a decisão e disse que a “justiça foi feita”. “Sempre confiei na Justiça e sei que Charles é um grande deputado que está fazendo um ótimo trabalho na Câmara Federal. Agora ele vai ter tranquilidade para trabalhar mais ainda pela Bahia e pela cidade de Guanambi”, ressaltou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.