Quinta, 01 de Outubro de 2020 11:53
77 99962-1243
Polícia CRIME CIBERNÉTICO

Dermatologista de Guanambi é vítima de golpe do whatsapp

De acordo Drª. Moema, sua conta foi clonada, mas para dar o golpe não utilizaram o seu número e sim, sua lista de contatos. “Estão usando a minha foto que retiram do meu instagram com o número 77 9984-4489 para entrar em contato com parentes e amigos e pedirem dinheiro”, disse.

03/08/2020 07h58
Por: Redação Fonte: Neide Lu – Portal Fala Você Notícias
Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

A dermatologista Drª. Moema Barral Viana, nesta sexta, 31 de julho, foi vítima do crime cibernéticos mais comum nos dias de hoje, ‘clonagem ou sequestro de perfil do whatsapp’. A abordagem utilizada pelos criminosos foi de outra forma.

De acordo Drª. Moema, sua conta foi clonada, mas para dar o golpe  não utilizaram o seu número e sim, sua lista de contatos. “Estão usando a minha foto que retiram do meu instagram com o número 77 9984-4489 para entrar em contato com parentes e amigos e pedirem dinheiro”, disse. Confira.

As duas primeiras vítimas foram as tias, uma que moram em Salvador e a outra em Guanambi, mas nenhuma chegou a depositar a quantia solicitada. “Assim que pediram, elas desconfiadas dos golpes por se tratar de dinheiro, logo me avisaram”, contou Drª. Moema Barral. Todas as providências foram tomadas segundo a dermatologista.

Esse tipo de crime pode gerar uma grande dor de cabeça para as vítimas e desafia a polícia para desvendar como esse tipo de quadrilha atua.

Orientações

Segundo Eduardo Pinheiro, especialista em crimes cibernéticos, as pessoas precisam ficar atentas quando acontecer esse tipo de situação. “Se algum contato te pedir dinheiro via mensagem, ligue e confirme se foi mesmo a pessoa que enviou a mensagem. Os criminosos pedem urgência e isso acaba induzindo as vítimas ao erro”, disse.

Ainda segundo Pinheiro, ao descobrir que caiu no golpe, a vítima pode seguir três passos para solucionar o problema. Confira:

1º passo:

A vítima deve avisar amigos e parentes o mais rápido possível que teve o Whatsapp invadido e que criminosos estão pedindo dinheiro no seu nome. Quanto mais pessoas cientes do crime, menos vítimas serão registradas.

2º passo:

A vítima pode entrar em contato com o Whatsapp através do email [email protected] e explicar o problema. Nesse caso, o perfil da vítima será bloqueado até que a empresa solucione a situação. Geralmente, esse processo dura sete dias.

Para quem quiser solucionar o problema mais rápido, Eduardo Pinheiro sugere que a vítima faça o download do WhatsApp Business, usado por empresas, e solicite ao Whatsapp que recupere seu perfil. Esse processo dura em torno de 10 a 12 horas.

3º passo:

O caso deve ser encaminhado para a polícia. A vítima pode printar e imprimir todas as conversas entre os golpistas e a lista de contatos e levar como provas na Delegacia.

Verificação em duas etapas

Outra dica também é fazer a validação do aplicativo em duas etapas. Basta o usuário realizar os seguintes passos: abra o WhatsApp; acesse as configurações do aplicativo; toque na opção “conta”; toque na opção “verificação em duas etapas” e, em seguida, no botão “ativar”; informe uma senha numérica de seis dígitos e repita a digitação.

Feito isso, mesmo que alguém clone o chip e instale o WhatsApp, precisará digitar uma senha de seis dígitos para acessar a conta do titular da linha.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guanambi - BA
Atualizado às 11h49 - Fonte: Climatempo
28°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 28°

27° Sensação
28.6 km/h Vento
19.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Sábado (03/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Anúncio