Segunda, 21 de Junho de 2021 04:47
77 99962-1243
Local CAMPANHA

Secretaria de Assistência Social de Guanambi realizará no dia 18, Live que faz parte da campanha contra abuso e exploração sexual infanto-juvenil

A Campanha Faça Bonito visa mobilizar e convocar toda a sociedade guanambiense para o compromisso de proteger crianças e adolescentes.

14/05/2021 15h03
Por: Redação Fonte: Ascom
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na próxima terça-feira (18), acontece de forma virtual, por meio da página oficial da Prefeitura de Guanambi no Facebook, às 19h, a live da campanha "Faça Bonito", uma realização da Secretaria Municipal de Assistência Social.  

A live da campanha acontece justamente no Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil, que tem como público alvo usuários das políticas de assistência social e de saúde, gestores, professores, alunos, pais e funcionários das escolas públicas e privadas do município de Guanambi. 

Embora o evento seja transmitido apenas por um dia, as atividades da campanha são feitas durante todo o mês de maio, desde a capacitação dos profissionais da saúde (como Enfermeiros e Agentes Comunitários de Saúde) para saberem como identificar e intervir nas situações de abuso, até a ampla divulgação por meio da imprensa local, adesivação e entrega de panfletos para alunos da cidade.  

Segundo a secretária de assistência social, Rúbia Maria, a campanha é de extrema importância em tempos de pandemia. “Devemos proteger nossas crianças de uma situação tão grave que é a exploração sexual. Nesse momento de pandemia muitas crianças e adolescentes estão fora das escolas e infelizmente podem estar em maior risco devido à convivência com abusadores”, disse a secretária. 

A Campanha  

A Campanha Faça Bonito visa mobilizar e convocar toda a sociedade guanambiense para o compromisso de proteger crianças e adolescentes.  

A data escolhida, dia 18, faz referência ao "Caso Araceli", quando em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. O Caso Araceli, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos. 

Casos  

No município de Guanambi, os casos de violência sexual infantil notificados e acompanhados pelo CREAS (Centro de Referência de Assistência Social) e pelo Conselho Tutelar, subsidiam a análise situacional dessa problemática no município e alertam para a necessidade da consolidação de novas estratégias para garantir a proteção integral de crianças e adolescentes:

Notificações 

2016 

2017 

2018 

2019 

2020 

Abuso Sexual 

05 

22 

21 

27 

18 

Exploração Sexual 

05 

05 

04 

05 

02 

Convém ressaltar que apesar desses números serem alarmantes ainda ocorrem as subnotificações, escondendo ainda mais a realidade que pode ser muito mais complexa. Dados da ABRAPIA (2015) revelam que somente cerca de 10% a 20% dos casos de abuso contra crianças e adolescentes são denunciados. 

Canais de Denúncia  

Nesse momento de pandemia, é mais importante ainda voltar o olhar e o cuidado para a garantia da integridade física e psicológica das crianças e adolescentes. O abuso sexual muitas vezes permanece velado pelos membros da família e pelas vítimas, que não conseguem denunciar e pedir ajuda.  

Em caso de suspeita de possíveis violações de direitos contra crianças e adolescentes, DENUNCIE!  

DISQUE 100 - Serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual. 

Conselho Tutelar de Guanambi: (77) 3451 - 8749   /  (77) 99961 – 4394. 

Policia Militar: 190. 

Policia Civil: 197 / (77) 3451 – 8774. 

CREAS: (77) – 99847 – 1450. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.