Quinta, 05 de Agosto de 2021 01:36
77 99962-1243
Local VISITAS E REUNIÕES

ACM Neto conhece projetos inovadores ao lado de Nilo Coelho, Arthur Maia e lideranças e critica governo por "pouca atenção" à questão hídrica na Bahia

A viagem faz parte do movimento intitulado "Pela Bahia", onde a liderança está conhecendo de perto iniciativas de sucesso e carências regionais.

14/06/2021 08h30
Por: Redação Fonte: Ascom
Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação

Cumprindo extensa agenda de visitas e reuniões desde a manhã da última sexta (11), o ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, visitou Guanambi e diversas cidades da região sudoeste. Recepcionado pelo prefeito Nilo Coelho, vice-prefeito Nal, deputado Arthur Maia e lideranças, conheceu de perto as potencialidades da região e diversos projetos que podem ser aplicados em toda o estado. A viagem faz parte do movimento intitulado "Pela Bahia", onde a liderança está conhecendo de perto iniciativas de sucesso e carências regionais.    

A caminhada iniciou por Caetité, visitando a Casa de Anísio Teixeira, a Bahia Mineração (Bamin), as obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e uma fábrica local de confecções que exporta para todo país. Já no final da tarde em Guanambi, concedeu coletiva de imprensa na Câmara de Vereadores e se reuniu com lideranças políticas e comunitárias de várias cidades, além de ouvir reivindicações para o desenvolvimento da região.  

No sábado pela manhã, conheceu o Polo da UFBA em Guanambi e o sucesso do Perímetro Irrigado de Ceraíma. Os projetos tiveram investimentos de quase R$ 20 milhões de emenda parlamentar do deputado Arthur Maia. Em seguida, esteve na região do Vale do Iuiu, nas cidades de Malhada e Carinhanha, onde conheceu projetos da iniciativa privada na área da agricultura, produção de leite e piscicultura. "O Perímetro Irrigado de Ceraíma é um bom exemplo para agricultura familiar. Aqui são 10 culturas. O plantio de uva, manga, banana, mandioca, dentre outros. São 112 famílias, alcançando quase mil pessoas que hoje vivem diretamente, produzindo em pequenas áreas e, é claro, tirando o seu sustento daqui", pontuou.  

"Quando a gente chega no interior há sempre essa reivindicação de água, de recurso hídrico, acesso à água para garantir o plantio. A gente, infelizmente, viu nesses últimos anos a pouca atenção por parte do governo do estado em relação a essa questão que é fundamental para o desenvolvimento e para o crescimento da Bahia", afirmou.  

“Demonstramos que a nossa região pode muito mais, desde que o Governo do Estado dê mais atenção ao homem do campo e invista em obras estruturantes”, disse Nilo Coelho.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.