Sábado, 04 de Julho de 2020 02:36
77 99962-1243
Nacional AUDIÊNCIA PÚBLICA

Charles Fernandes participa de Audiência Pública com Aneel e Absolar e faz duro discurso contra a criação de taxa na energia solar

Charles foi um dos primeiros parlamentares a erguer a voz contra criação de uma taxa residencial, em um segmento que emprega milhares de pessoas e está em franca expansão no país.

31/10/2019 16h43
Por: Redação Fonte: Assessoria de Comunicação - Deputado Federal Charles Fernandes (PSD)
Charles Fernandes participa de Audiência Pública com Aneel e Absolar e faz duro discurso contra a criação de taxa na energia solar

Após Audiência Pública na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados realizada na tarde desta quarta-feira (31), onde foi discutido com representante da Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel e da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica – Absolar, a proposta de taxação das residências com o sistema de energia solar implantados, o deputado Charles Fernandes subiu o tom e fez duro discurso contra a mudança de regras do setor. Charles foi um dos primeiros parlamentares a erguer a voz contra criação de uma taxa residencial, em um segmento que emprega milhares de pessoas e está em franca expansão no país. Após a reunião, o parlamentar recebeu representes do segmento de empresas do setor fotovoltaico, onde reafirmou o seu posicionamento contrário a proposta da Aneel. Segundo um dos representantes do movimento, Charles foi um dos deputados aguerridos e está na luta pela causa desde o início. Na oportunidade Charles recebeu a flor amarela, símbolo da campanha do setor, cujo tema é: Brasil - Deixe a energia solar crescer, taxar o sol não!

Segundo análise preliminar da ABSOLAR, com base no documento publicado pela agência reguladora sobre a Resolução Normativa 482/2012, a proposta traz um grande desequilíbrio para o consumidor e para as empresas do setor, em favor os monopólios da distribuição de energia. Pela proposta, o consumidor compensaria apenas a parcela da energia elétrica gerada, o que equivale a cerca de 40% da tarifa de eletricidade. Ou seja, os outros 60%, que hoje são compensados pela geração distribuída, passariam a ser pagos na conta de luz de quem faz a troca de energia com a rede.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guanambi - BA
Atualizado às 02h21 - Fonte: Climatempo
22°
Poucas nuvens

Mín. 17° Máx. 26°

22° Sensação
23.9 km/h Vento
64.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (05/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens
Segunda (06/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Anúncio