E-mail

tpopular@hotmail.com

WhatsApp

77 99962-1243

CONSULTÓRIO DR. ROBÉRIO
SOLLAR COMPANY
IRREGULARIDADES

Graves denúncias e pouca participação popular levaram conselho a anular eleições do Conselho Tutelar de Guanambi

No último dia 07 de outubro o mesmo conselho que agora anulou as eleições havia divulgado os nomes dos eleitos, titulares e suplentes. Agora, de acordo com a resolução será aberto um prazo de cinco dias úteis para que seja baixado um novo edital convocando novas eleições.

04/11/2019 11h59
Por: Redação
Fonte: Fernando Alves Repórter

Uma resolução do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente publicada no Diário Oficial do Município desta segunda-feira  (04) anulou as eleições do Conselho Tutelar de Guanambi. De acordo com a publicação após as graves denúncias de ilegalidade no processo eleitoral a Assessoria Jurídica recomendou a recontagem dos votos que constataram várias irregularidades como:

Na seção 01 foi encontrada no livro da Justiça Eleitoral 624 (seiscentos e vinte e quatro) assinaturas e no livro de ata foram encontradas 02 assinaturas, totalizando 626 (seiscentos e vinte e seis) votantes, no entanto foram encontradas 629 cédulas;

Na seção 02 foram encontradas 430 (quatrocentos e trinta) assinaturas no livro da Justiça Eleitoral e mais 20 (vinte) assinaturas no livro de ata, totalizando 450 votantes, no entanto foram encontradas 451 (quatrocentos e cinquenta e uma) cédulas;

Na seção 04 foram encontradas 610 (seiscentos e dez) assinaturas no livro da Justiça Eleitoral e no livro de ata 17 (dezessete) assinaturas, totalizando 627 (seiscentos e vinte e sete) votantes, no entanto foram contabilizadas 633 (seiscentos e trinta e três) cédulas.

Na seção 05 foi encontrado no livro da Justiça Eleitoral 514 assinaturas e no livro de ata 04 (quatro) assinaturas, totalizando 518 votantes, no entanto foram encontradas 519 cédulas.

Além de todas as ilegalidades apontadas acima, neste caso, mesmo não sendo obrigatório o voto, o presente pleito eleitoral não atingiu a legitimidade, pois o Município de Guanambi tem 61.603 eleitores, comparecendo apenas 2.704 eleitores, o que representa menos de 5% (cinco por cento) do eleitorado local;

Essa falta de interesse da população em comparecer as urnas pode está relacionada a falta de transparência do referido conselho na última gestão que nunca apresentou sequer um resumo de suas atividades para a comunidade que os elegeu pelo voto mais democrático que existe (ninguém é obrigado a votar) e que paga os seus salários. Cidades da região bem menores que Guanambi tiveram um percentual muito maior de eleitores que participaram do processo eleitoral.

No último dia 07 de outubro o mesmo conselho que agora anulou as eleições havia divulgado os nomes dos eleitos, titulares e suplentes. Agora, de acordo com a resolução será aberto um prazo de cinco dias úteis para que seja baixado um novo edital convocando novas eleições.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários