E-mail

tpopular@hotmail.com

WhatsApp

77 99962-1243

CONSULTÓRIO DR. ROBÉRIO
BH MÓVEIS
SOLLAR COMPANY
BLOQUEAR LIGAÇÕES

“Não perturbe” dos bancos começa a valer nessa quinta (2)

As empresas de telecomunicação também oferecem esse serviço. A multa para quem descumprir a solicitação pode chegar a R$ 50 milhões, segundo determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

02/01/2020 10h51
Por: Redação
Fonte: Agência do Rádio Mais

Começa a valer nessa quinta-feira (2) o “Não perturbe” dos bancos. A medida, proposta no ano passado, tem como objetivo frear as ligações dos bancos com ofertas de crédito consignado a aposentados e pensionistas. 

Para bloquear essas ligações, os interessados devem cadastrar os números fixos e de celular ligados ao próprio CPF. A partir do bloqueio, os bancos têm até 30 dias para se adequar e não realizar mais as ligações. 

O link para realizar o bloqueio estará disponível nas páginas das 23 instituições financeiras que aderiram ao programa, responsáveis por 98% do volume da carta de crédito no Brasil. Entre elas, estão Banco do Brasil, Santander, Caixa e Bradesco. 

Além de bloquear as chamadas indesejáveis, a Autorregulação do Crédito Consignado terá outras medidas, como a criação de métodos para desestimular essa oferta em excesso a aposentados e pensionistas. 

As empresas de telecomunicação também oferecem esse serviço. A multa para quem descumprir a solicitação pode chegar a R$ 50 milhões, segundo determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

O link para cadastrar os números de telefone é naomeperturbe.com.br. 

Bancos que aderiram à Autorregulação do Crédito Consignado:

Agibank

Alfa

Banco do Brasil

Banco do Nordeste

Banrisul

Barigui

Bradesco

BMG

BRB

Caixa

Cetelem

CCB

Daycoval

Estrela Mineira

Inter

Itaú

Mercantil

Pan

Paraná Banco

Safra

Santander

Sicredi

Votorantim

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários